Conselheiro Lafaiete

(31) 3761-4400

Praça São Sebastião, 35
São Sebastião - Conselheiro Lafaiete-MG

Barbacena

(32) 3339-6000

Av. Governador Bias Fortes, 381
Pontilhão - Barbacena-MG


Notícias

Como a construção civil vai liderar a retomada econômica em 2020?


“Uma das alavancas do crescimento.” Esta é a definição da construção civil para o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. De fato, o setor da construção civil é o principal pilar da economia não só pela importância da moradia e o anseio dos brasileiros por conquistar o imóvel próprio, mas também pela capacidade de geração de empregos. Este segmento, que representa cerca de 10% do PIB brasileiro, emprega hoje 2,3 milhões de pessoas – isso em tempos de crise. Em 2020, a indústria tem potencial para criação de 150 a 200 mil postos de trabalho formais.

Além disso, é válido ressaltar que apenas 2% do material utilizado na construção civil é importado. Se analisarmos toda a cadeia de produção, as indústrias de materiais envolvidas, veja a quantidade de emprego que é gerada, a quantidade de famílias que colhem os benefícios de um setor forte e bem estruturado. É fato que, quando a construção civil vai bem, as fábricas precisam contratar para atender toda a demanda que é gerada, e com isso, mais pessoas tem renda, consomem mais, fazendo a economia girar,  e consequentemente, trazendo crescimento para o país. 

A Construção Civil nos últimos anos

A construção civil vem sendo impulsionada por alguns fatores nos últimos anos, sendo os principais: queda na inflação e o juros baixo. Essas duas questões impactam diretamente no poder de compra da população, entenda:

Um imóvel, de modo geral, costuma ser o maior investimento da vida de uma pessoa. Se a pessoa tem confiança na economia, dificilmente sentirá segurança para fazer um investimento desses. Por outro lado, a economia estando bem e o canário político estando estabilizado, o setor passa a ter grandes perspectivas de crescimento.

Mantendo a construção civil acelerada

Para a construção civil continuar acelerada, será preciso manter as políticas de incentivo ao financiamento, não somente de imóveis, mas de materiais e insumos também. Em março desse ano, a Caixa Econômica Federal vai lançar uma linha de crédito imobiliário com taxas de juros prefixadas – e o que significa isso? Com as taxas de juros prefixadas, você saberá exatamente quanto vai pagar ao final do financiamento, podendo calcular exatamente o tamanho da sua dívida. É claro que existe também a possibilidade de os juros diminuírem, mas a modalidade acaba animando bastante aqueles com perfis mais conservadores e cautelosos.

De outra maneira, o setor também precisa se fortalecer diante das especulações, que geral uma queda muito forte dos empregos. Diariamente nós somos bombardeados com análises de mercado que acabam provocando receio e também impedindo que bons negócios sejam feitos, por isso, é preciso acreditar no poder da construção civil e investir na capacitação da mão de obra. É, meus amigos, enquanto o setor não se atualizar às demandas de mercado, continuará perdendo boas oportunidades.

E para que tudo isso aconteça, você precisa ter acesso a informações do comércio, indústrias e construtora, sabendo exatamente como está o “nível de aquecimento” do mercado, sabendo quais as regiões estão com melhores oportunidades, trazendo mais agilidade para o setor. E ah, eu encontrei um sistema bem bacana chamado de Prospecta Obras, que é um sistema de captação de obras, capaz de mapear todas as obras em andamento em determinada região, utilizando um software de gestão e geolocalização, reunindo todas as informações em um só lugar, vale a pena dar uma olhada!

Fonte: blogdaengenharia.com