Conselheiro Lafaiete

(31) 3761-4400

Praça São Sebastião, 35
São Sebastião - Conselheiro Lafaiete-MG

Barbacena

(32) 3339-6000

Av. Governador Bias Fortes, 381
Pontilhão - Barbacena-MG


Notícias

Regiões Sudeste e Sul são mais suscetíveis a deslizamentos, diz IBGE.


Pesquisa inédita do instituto aponta que, na região Sudeste, 23,2% das áreas têm suscetibilidade muito alta a deslizamentos e 24,6%, suscetibilidade alta.

Uma pesquisa inédita realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), denominada “Suscetibilidade a Deslizamentos do Brasil: Primeira Aproximação”, apurou que as regiões Sudeste e Sul do País possuem o maior número de locais sujeitos a deslizamentos.

Conforme o estudo, 5,7% do território nacional possui suscetibilidade muito alta a deslizamentos, e 10,4% apresenta suscetibilidade alta. Ao analisar os resultados regionais, foi apurado que, na região Sudeste, 23,2% das áreas têm suscetibilidade muito alta a deslizamentos e 24,6%, suscetibilidade alta.

Na região Sul, os percentuais permanecem altos, com 15,6% do território apresentando suscetibilidade muito alta a deslizamentos, e 24,5% suscetibilidade alta. Já o Centro-Oeste e o Nordeste registram, respectivamente, 3,6% e 3,8% de áreas com suscetibilidade muito alta e 8,2% e 10,1% de áreas com suscetibilidade alta. No Norte, os percentuais são de 1,6% para muito alta suscetibilidade e 6% para suscetibilidade alta.

O mapeamento feito pelo IBGE considerou a pedologia, a geomorfologia, a geologia, a vegetação, a cobertura e o uso da terra, a pluviosidade, e a declividade das regiões (variável de maior peso).
"Sul e Sudeste concentram as maiores áreas de suscetibilidade alta ou muito alta a deslizamento, por serem regiões serranas ou planálticas edificadas em terrenos geológicos de grande mobilidade e fragilidade crustal", destaca o órgão.

Entre os Estados, o Rio de Janeiro (com 53,9% de seu território), o Espírito Santo (com 44,9%) e Santa Catarina (com 33,7%) são os que se mostraram mais altamente suscetíveis.

Segundo o IBGE, as características do meio físico brasileiro, como o clima tropical e a alta pluviosidade, são fatores que tornam algumas regiões mais sujeitas a deslizamentos. Além disso, o uso e ocupação da terra muitas vezes desordenada favorecem ainda mais o desdobrar desses fenômenos.

Fonte: aecweb.com.br